Tarso Gentil – Outubro 2019

TABU – Arte e Resistência

O artista traz referência das pinturas rupestres como base para sua criação: personagens e contos que   transitam do ancestral ao afrofuturismo. Constrói imagens entre o sagrado e o profano numa linha tênue entre arte e ancestralidade, entre sociedade e indivíduo, entre corpo e espírito.

A exposição do multiartista @tarsotabu segue até 27 de Outubro. Os trabalhos trazem um dialógo com sua ancestralidade. Beleza e força, uso de altos contrates e sobreposições são destaques em suas pinturas. A série “Memórias de um cotidiano ancestral” compõe a exposição junto com séries mais recentes como a dupla “Mãe África” e “Mãe Terra” e uma outra série que se utiliza de suportes alternativos como os trabalhos “Osóssi”, “Ogum” e “Êre”.

As obras estão a venda na galeria.